Notícias

CIAF promove a conscientização e mobilização das Igrejas sobre a violência contra a mulher

Publicado: setembro, 2018

Somos uma Instituição que atua com base nos princípios e valores cristãos, e por isso nos preocupamos em conscientizar e mobilizar atores em prol do desenvolvimento familiar saudável. Com uma cadeira no Conselho Estadual de Direitos da Mulher (CEDM PR) representada pela nossa dirigente, Tania de Castro Ribeiro, entendemos que temos o papel de colocar assuntos como este em pauta em locais e eventos estratégicos para gerar não apenas o conhecimento, mas também a conscientização.

Sabe-se que os índices divulgados sobre a violência contra a mulher nas Igrejas são altos e motivo de grande preocupação. Em reunião com Bispo Cirino – presidente do Conselho de Ministros Evangélicos do Paraná (COMEP), Tania apresentou tais índices e, não apenas como conselheira do CEDM, mas também como dirigente da CIAF e pastora da Quadrangular, colocou sua preocupação a respeito. “Como Igreja, não podemos ser displicentes e coniventes com estes números, precisamos fazer a nossa parte e ajudar as mulheres que sofrem com esta situação.”, disse Tania. Por isso, o Bispo Cirino entendeu a importância do tema e permitiu que o encontro de Setembro do COMEP acontecesse na CIAF.

Então, na manhã do dia 19 de Setembro, abrimos as portas de sua sede para receber o encontro mensal do COMEP. Na ocasião, foi apresentado ao Conselho e seus convidados o tema abordando a Lei Maria da Penha, a história da senhora Maria da Penha (representada pela voluntária, Elaine Falvo), quais as formas de violência, algumas estatísticas nacionais e números de atendimentos realizados por uma Instituição de renome que atua em Curitiba. Tais números demonstraram que a violência contra a mulher dentro da Igreja existe. Tania, em suas palavras, deixou a pergunta “E o que nós, pastores, podemos fazer para mudar esta realidade?”.

Com o apoio do Movimento Mulheres que se Importam, Lia apresentou uma proposta de trabalho que pode auxiliar, e muito, as Igrejas neste processo de mudança: o Projeto DNA da Mulher. As Igrejas podem se tornar uma unidade de atendimento para mulheres que vivem em situação de violência e serem encaminhadas, conforme necessidade, para a rede de parceiros do projeto. Se desejar maiores informações a respeito entre em contato.

Agradecemos a presença de todos e esperamos que este breve encontro provoque o efeito desejado, o de mobilização e engajamento das Igrejas neste assunto. Não é invenção, não é preocupação demasiada, é um fato (vergonhoso) e os Pastores precisam entender isso.”, finaliza Tania.

Confira as fotos:

Crédito das fotos: Vilmar Júnior e Oto Farias

Sobre o CEDM: O Conselho “tem por finalidade possibilitar a participação popular e propor diretrizes de ação governamental voltadas à promoção dos direitos das mulheres e atuar no controle social de políticas públicas de igualdade de gênero, assim como exercer a orientação normativa e consultiva sobre os direitos das mulheres no Estado do Paraná.” (trecho retirado do site do CEDM)

Fonte: Comunicação CIAF


Comentários no Facebook

Últimas Notícias

Veja como foram as comemorações do Dia da Criança

Aqui teve muita diversão (e como!) As atividades da Semana da...

VER MAIS

Mobilização em prol do combate da violência doméstica

CIAF e 47ª IEQ de Curitiba participam da capacitação com...

VER MAIS